Programa de Ações Terapêuticas na Educação irá intensificar a inclusão dos alunos especiais na Rede Municipal de Ensino

Solenidade realizada no último dia 26, no auditório da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), marcou o lançamento oficial do PROATED (Programa de Ações Terapêuticas na Educação), uma ação conjunta entre a entidade e o Governo Municipal, através das Secretarias de Educação e Saúde do município. O programa contempla um conjunto de ações de avaliações e atendimentos terapêuticos de fonaudiologia e psicoterapia aos alunos com deficiência intelectual e com indicadores de Autismo na própria escola regular e fora do horário escolar (contraturno), além de um trabalho de orientação familiar e encontros técnico-científicos de qualificação para os professores das escolas municipais.

De acordo com a coordenadora da Educação Especial da Secretaria de Educação, Vânia Vieira Linhares Perdomo, o programa é um instrumento dos mais importantes no trabalho de inclusão escolar dos alunos portadores de deficiência, transformando a escola comum em escola inclusiva, que é o grande desafio em se tratando de educação especial. “Buscamos nesta parceria com a APAE trazer a experiência da entidade, como escola especial, neste processo de inserção do aluno com deficiência na escola comum, consolidando educação especial na Rede Municipal de Ensino”, afirmou.

 

Para a Secretária de Educação, a criação do departamento de Educação Especial é um avanço no trabalho de inclusão dos alunos com necessidades. “Trata-se de um núcleo de apoio à inclusão através dos cursos de capacitação continuada de professores e de políticas normativas que norteiam o processo, numa mostra da preocupação do Governo Municipal em relação à inclusão dos alunos com deficiência”, frisou a secretária.

O evento contou com palestra proferida pelo diretor geral da APAE, o médico psicanalista José Luiz de Carvalho, sobre Políticas e Práticas de Educação Especial nas Escolas de Ensino Comum, que faz parte do próprio PROATED, que prevê a realização de quatro seminários anuais com o objetivo de propor ações, semear idéias e integrar os diferentes agentes dentro do processo para juntos alcançarem os objetivos do programa nas escolas comuns.

 

José Luiz manifestou sua surpresa em relação à postura de Marcos Cherem, tanto como Chefe do Executivo como cidadão em apoio à implantação do programa no município. “Estou na APAE de Lavras desde 1976 e nunca tinha visto um prefeito com tamanho interesse na inserção dos alunos especiais na rede municipal, me ligando todos os dias pedindo agilidade na implantação do programa”, lembrou o psicanalista, que ressaltou que a proposta exige a união de forças através de ações continuas e não apenas interações isoladas, destacando o apoio do Governo Municipal no fortalecimento da Educação Especial na cidade, em especial na escola comum.

O Chefe do Executivo destacou que vivemos numa era de inclusão e que em Lavras a APAE tem o apoio do Governo Municipal. “Não basta incluir por incluir. Estamos num momento importante e é preciso uma mudança de mentalidade. Temos em torno de mil alunos com algum tipo de deficiência e temos que atender esses estudantes de forma adequada, por isso a parceria com a APAE e a implantação do PROATED, que tem o total apoio da equipe da Secretaria Municipal em todo o processo”, finalizou o prefeito.

Juntamente com a Equoterapia, as ações terapêuticas e educacionais da APAE de Lavras formam o carro chefe no atendimento educacional e de saúde dos alunos com deficiências da Rede Municipal de Ensino e tiveram importante ampliação dos recursos municipais destinados a ambas em 2014.

Assessoria de Comunicação