Parceria inédita entre Prefeitura, Emater e Banco do Brasil vai facilitar o acesso dos pequenos produtores rurais ao PRONAF

A Prefeitura Municipal de Lavras, através da Secretaria Municipal de Assuntos Rurais, em parceria com a Empresa de Assistência Técnica de Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater) e Banco do Brasil, disponibilizou uma servidora treinada para atender exclusivamente aos pequenos produtores rurais do município no cadastro para as linhas de crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). A proposta é facilitar o acesso dos produtores aos financiamentos, auxiliando em todas as etapas do processo até a liberação dos recursos do programa.

A parceria prevê que a funcionária cedida pelo município atenderá os produtores na sede da Emater, na Rua João Lacerda Nº 370, Bairro Retiro, dando andamento a toda documentação necessária para a obtenção dos financiamentos do Pronaf, do cadastro até o momento da assinatura dos contratos na agência do Banco do Brasil, que é a instituição financeira gestora dos recursos.

Falando à imprensa durante a reunião do CMDRS para a apresentação do projeto, na tarde de segunda-feira, na sede da Emater, o prefeito Marcos Cherem afirmou que a iniciativa é um grande avanço da administração municipal em prol do apoio aos pequenos produtores rurais de Lavras, sendo que a cidade é a primeira da região a ter um programa como este. “O produtor rural muitas vezes tem dificuldade em lidar com a burocracia, com documentos, prazos, e acaba perdendo muitas oportunidades. Por isso estamos disponibilizando uma servidora devidamente treinada para facilitar o acesso dessas pessoas ao crédito, resultando em mais investimentos, mais produção e consequentemente numa melhor qualidade de vida para os pequenos produtores”, afirmou Dr. Marcos.

O Pronaf financia projetos individuais ou coletivos, que possam gerar renda aos agricultores familiares e assentados da reforma agrária. O programa possui as mais baixas taxas de juros dos financiamentos rurais, além das menores taxas de inadimplência entre os sistemas de crédito do País, podendo os recursos ser utilizados no custeio da safra ou atividade agroindustrial, investimento em máquinas, equipamentos ou infraestrutura de produção e serviços agropecuários ou não agropecuários.

Assessoria de Comunicação
Prefeitura de Lavras